EUA: pesquisa revela sensação de privacidade e segurança na rede pós Snowden

"Public Perceptions of Privacy and Security in the Post-Snowden Era"
Relatório completo [.pdf]

O Centro de Pesquisas Pew publicou nesta quarta-feira (12) os resultados de uma pesquisa de opinião sobre a “percepção pública da privacidade e da segurança na era pós Snowden“. Esse trabalho faz parte do Projeto Internet e Vida Americana:

Este relatório é o primeiro de uma série de estudos que analisa as percepções e comportamentos dos estadunidenses sobre privacidade posteriores às revelações sobre os programas de vigilância do governo dos EUA pelo trabalhador terceirizado do governo Edward Snowden, que começaram em junho de 2013. Para examinar esse tema em profundidade e durante um período prolongado de tempo, o Projeto Internet do Centro de Pesquisas Pew encomendou um painel online representativo de 607 adultos que são membros do Painel de Conhecimento GfK. Estes painelistas concordaram em responder a quatro questionários ao longo de um ano. As conclusões deste relatório são baseadas no primeiro levantamento, que foi conduzido em Inglês e encampado na rede de 11 a 28 janeiro de 2014. Além disso, um total de 26 palestrantes também participou de um dos três grupos de discussão online como parte deste estudo durante agosto de 2013 e março de 2014.

A divulgação do relatório destaca as seguintes conclusões:

  • A maioria está ciente dos esforços do governo para monitorar as comunicações
  • Há uma preocupação generalizada sobre a vigilância pelo governo e empresas
  • Há pouca confiança na segurança dos canais de comunicação comuns, e aqueles que já ouviram falar sobre os programas de vigilância do governo são os menos confiantes
  • A maioria diz que quer fazer mais para proteger a sua privacidade, mas muitos acreditam que o anonimato na rede é impossível
  • Nem todo mundo acompanha a própria reputação online com atenção, mesmo que muitos assumam que terceiros vão verificar suas pegadas digitais
  • Contexto importa no momento de decider sobre divulgar informações ou não
  • Diferentes tipos de informação provocam diferentes níveis de sensibilidade entre os americanos

Alguns números são particularmente impressionantes:

  • 91% dos adultos na pesquisa concorda” ou “concorda totalmente” que os consumidores perderam o controle sobre como as informações pessoais são coletadas e utilizadas pelas empresas.
  • 88% dos adultos “concorda” ou “concorda totalmente” que seria muito difícil remover informações imprecisas sobre eles online.
  • 81% sentem-se não muito” ou “nada seguro” usando sites de mídia social quando querem compartilhar informações privadas com outra pessoa de confiança ou organização.
  • 80% das pessoas que usam sites de redes sociais dizem que estão preocupados com terceiros, como anunciantes ou empresas que acessam os dados que eles compartilham nesses sites.
  • 80% dos adultos concorda” ou “concorda totalmente” que os americanos deveriam estar preocupados com o monitoramento do governo de telefonemas e comunicações na Internet. Apenas 18% “discordam” ou “discordam totalmente” com essa noção.
  • 70% dos usuários do site de redes sociais dizem que eles estão pelo menos um pouco preocupados com o governo acessar algumas das informações que eles compartilham em sites de redes sociais sem o seu conhecimento.
  • 68% se sentem inseguros com bate-papo ou mensagens instantâneas para compartilhar informações privadas.
  • 64% acreditam que o governo deveria fazer mais para regular os anunciantes, em comparação com 34% que pensam que o governo não deveria se envolver mais.
  • 61% dos adultos “discordam” ou “discordam totalmente” com a afirmação: “Eu aprecio que os serviços on-line são mais eficientes por causa do aumento do acesso que têm aos meus dados pessoais.
  • 55% concordam” ou “concordam fortementecom a afirmação: Estou disposto a compartilhar algumas informações sobre mim com as empresas, a fim de utilizar serviços on-line gratuitamente“.
  • 36% concordam” ou “concordam fortementecom a afirmação: “É uma coisa boa para a sociedade se as pessoas acreditam que alguém está mantendo um olho sobre as coisas que eles fazem online.
  • 16% dizem que já pediram a alguém para remover ou corrigir informações sobre eles que foi postada online.
  • 11% dos adultos dizem que tiveram alguma experiência ruim porque informações embaraçosas ou inexatas foram publicadas sobre eles online.

Além disso, o Centro de Pesquisas Pew gerou uma ferramenta interativa de visualização de dados, denominada “O que os estadunidenses pensa sobre privacidade“. Ao escolher um dos nove perfis disponíveis, você pode ver a variedade de perspectivas expressas nas respostas sobre privacidade. As pessoas entrevistadas são reais, mas estão identificadas por um pseudônimo.

Clique para acessar o conteúdo interativo "What Americans Think About Privacy", do Pew Research Center's Internet & American Life Project
Clique para acessar o conteúdo interativo “What Americans Think About Privacy“, do Pew Research Center’s Internet & American Life Project

Uma ideia sobre “EUA: pesquisa revela sensação de privacidade e segurança na rede pós Snowden”

Deixe uma resposta