Retrospectiva

O que saiu por aqui:

No dia 13 de junho o governo do Iraque determinou o bloqueio do acesso ao Facebook, Google, Twitter, YouTube e outros sites, como uma das medidas para conter a ofensiva do Estado Islâmico no Iraque e no Levante – EIIL, uma milícia jihadista criada em 2004, conhecida por seu uso de mídias sociais para organizar sua insurgência.

Na terça-feira, dia 17, a Lei de privacidade de emails nos Estados Unidos alcançou o apoio da maioria da Câmara dos Representantes, o que abre caminho para reformar a legislação vigente e impedir que autoridades sem mandado possam acessar contas de email privadas.

O que ler por aí:

Em comunicado à imprensa, o diretor do ICANN, Fadi Chehadé, afirmou esperar que os encontros a serem realizado em 17 de Julho em Londres ajudem organização a angariar aliados para seu projeto de tornar-se independente do governo dos Estados Unidos. O primeiro passo para a mudança deve ser a transição do controle dos principais servidores DNS do mundo, hoje administrados pela Agência Nacional de Telecomunicações e Informação dos Estados Unidos, para o ICANN. O processo no entanto é encarado com ceticismo por governos e entidades, como revela a atual polêmica sobre a atribuição dos domínios .WINE e .VIN.

Deixe uma resposta